<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d6248200\x26blogName\x3dora+foda-se+!\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://quimoncada.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://quimoncada.blogspot.com/\x26vt\x3d-3681883649187318741', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

 

ATENÇÃO CAMBADA! A informação, que de se seguida iram aceder é alvo de conteúdo meramente fictício e tudo que se assemelha com a realidade é uma verdadeira coincidência. As pessoas com extrema sensibilidade não deveram aceder a informação contida neste blog e deveram ignorar apagando esta janela!

 


Fidelidade ao instinto!

Eu era feliz...
A minha namorada e eu estávamos juntos há mais de um ano,porisso decidimos casar.
Só havia uma coisa que me chateava: Era a irmã mais nova dela.
A minha futura cunhada tinha 18 aninhos, usava minissaias e grandes decotes...
Tinha a mania de vir se abaixar bem perto de mim, e tive muitas vezes visões agradáveis da sua roupa interior.
Um dia ligou-me e convidou-me pra ir ver os convites do meu casamento. E lá,disse-me que em breve eu estaria casado, e que ela tinha sentimentos e desejos por mim que não conseguia e nem queria esquecer.
Ela queria fazer amor comigo somente uma vez antes de eu me casar. Eu fiquei em total choque e nem consegui dizer uma palavra e ela disse:

'Vou lá pra cima para o meu quarto. Se quiseres, só tens de subir e apanhar me...'.
Fiquei atônito.
Estava congelado enquanto a observava subir as escadas.
Quando ela chegou ao topo da escada, puxou a calcinha e atirou-a pela escada para mim. Eu fiquei lá por um momento, então virei-me e fui direto para a porta da frente.

Abri a porta e saí da casa. Caminhei em direção ao meu carro.
O meu futuro sogro estava lá fora. Com lágrimas nos olhos abraçou-me e disse:
'Estamos muito contentes que tenhas conseguido passar no nosso pequeno teste! Não podíamos pedir um melhor homem pra nossa filha.
Bem vindo à família!'.

Moral da história: 'Guarde sempre os preservativos no carro'.
« Voltar | Proximo »
| Proximo »
| Proximo »
| Proximo »
| Proximo »
| Proximo »
| Proximo »
| Proximo »
| Proximo »
| Proximo »

» Enviar um comentário